Você sabe a hora de parar de comer?

11 de junho de 2018 | Por Vera Lúcia Salvo

Talvez você nunca tenha parado para pensar nisso. O ato de comer pode ter se tornado tão automático que você não presta muita atenção no momento em que inicia ou termina a refeição e, se você nem sabe porque começou a comer, pode ser difícil saber a hora de parar… 

Com o objetivo de levar mais consciência a esse processo, permitir que você se perceba, vamos dar algumas dicas a fim de que você possa, de fato, escolher de forma consciente quando interromper sua alimentação, respeitando mais o seu corpo. 

Suponhamos que você começou a comer e vai parar quando:  

  1.  já deu o horário de retornar às suas atividades de trabalho,
  2.  as pessoas com quem você está comendo já terminaram a refeição e você tem vergonha de comer mais,
  3.  você acha que ingeriu uma grande quantidade de calorias, então, motivada pelo medo, pela cognição, decide parar, 
  4.  o alimento que colocou no prato acabou e não dá, ou você, por algum motivo não quer repetir,
  5.  você já está se sentindo desconfortavelmente cheia ou sentindo-se culpada.

Estas são possibilidades de como terminar uma refeição, mas será que são as melhores, mais adequadas para preservar sua saúde?

Vejamos: se já deu o horário para retornar às suas atividades de trabalho, talvez você não tenha comido o suficiente ou tenha comido rápido demais que nem sentiu o sabor do alimento. 

Se você não comer mais só porque os outros pararam, talvez a quantidade suficiente para eles não seja a mesma que para você, eles podem comer mais rápido ou ainda você poderia estar apegada (o) a algum sabor, buscando prolongar a sensação prazerosa. 

Se ficou ruminando sobre a quantidade de calorias, encheu-se de julgamentos, nem está ouvindo o seu corpo e possivelmente irá se castigar caso pense que exagerou.  

Se a comida acabou, talvez tenha restado ainda um espaço em seu estômago e você acabe buscando um outro alimento, que não seja tão adequado para você. 

Exagerou? O sentimento de fracasso, culpa, arrependimento por ter comido muito podem fazer com que você acabe perpetuando esse processo, se auto sabotando na busca do alívio psicológico dessa sensação ruim. 

De forma consciente, você tem 3 informações que seu corpo pode dar para te ajudar a descobrir o momento apropriado de encerrar a refeição: 

  1. Saciedade do gosto – Se você estiver atenta (o) ao que está comendo, sem que a pressa ou a ansiedade te dominem, perceberá que o alimento ingerido, em especial aquele que você mais gosta e que muitas vezes por apego ao sabor te faz comer mais, não mantêm o mesmo gosto e, não te satisfazendo mais, não há porque continuar comendo na busca de eternizar uma sensação prazerosa que não dura para sempre. 
  2. Saciedade do corpo – Ao nos alimentarmos também buscamos este tipo de saciedade; os alimentos contêm nutrientes, nos dão energia, se transformam em glicose (açúcar) e isto mantém a taxa de açúcar no sangue (a glicemia) para que possamos desempenhar diferentes funções (da sabedoria popular “saco vazio não para de pé”). 
  3. Plenitude do estômago – Por fim, podemos utilizar a ideia do quanto meu estômago está cheio para saber o momento de parar. Se pensássemos em uma pontuação de 0 a 10, o melhor momento para parar de comer seria entre 6 ou 7 no máximo, ou seja, sem se sentir desconfortavelmente cheia (o), uma vez que o cérebro demora em média uns 20 minutos até compreender quando estamos saciados. O importante é não ficar com o estômago muito vazio (abaixo de 5) e nem muito cheio (acima de 7), de forma a poder terminar a refeição com disposição. 

A saciedade do gosto, do corpo e a plenitude do estômago estão sempre disponíveis, basta você acessar. Seu corpo é sábio, é capaz de te orientar para a saúde, mas, para tanto, você deve estar atenta (o), conectada (o) às suas necessidades, sensações, emoções, sentimentos e pensamentos. 

Que você possa desfrutar plenamente cada garfada, que não se apegue demasiadamente aos sabores, que se abra, sem julgamento a cada experiência de comer e que sua atitude seja norteada pelo respeito a si mesma (o), sua saúde e seu corpo, valorizando sua sabedoria interna! 

Aprenda neste vídeo um exercício para entender a sua hora de parar de comer.

0

Vera Lúcia Salvo

Especialista em Nutrição Clínica pelo Centro Universitário São Camilo e em Teorias e Técnicas para cuidados integrativos no departamento de neurologia e neurocirurgia da UNIFESP. Pós-doutoranda em Saúde Coletiva  com ênfase em Mindfulness e Mindful eating– Depto de Medicina Preventiva – UNIFESP/EPM. Instrutora de Mindfulness e Mindful Eating. Member of Center for Mindful Eating (TCME)