Gestantes não engordam, ganham peso!

16 de janeiro de 2018 | Por Rafael Marques

Uma pergunta que ouço com frequência é:

– Quantos quilos posso ENGORDAR durante a gestação?

Ou frases, em tom de “desespero” como:

– Engordei 10 quilos nos 9 meses! (Primeiro que gestantes não engordam, ganham peso! Segundo, é um ganho de peso totalmente adequado, como demonstra a imagem e onde a menor parte é oriunda de gordura)

– Tô com medo de engordar mais de 10 quilos na gravidez. (O que não se justifica, como explicado acima e na imagem)

– Quero emagrecer o mais rápido possível após a gestação.

Boa parte desta “neurose” se dá pela obsessão com a magreza ou PIOR pela má influência das gestantes Fitness das redes sociais, que publicam suas fotos com “gominhos” sob a alegação de ter saúde, mas sabemos que tem muito mais relação com seus egos e exibicionismo.

É necessário esclarecer esse assunto!

Gestantes não engordam, ganham peso! Ao final de uma gestação sem intercorrências, o ganho de peso oriundo de tecido adiposo é somente de 4kg.

Tão pouco é necessário desespero para emagrecer após o parto, pois boa parte do peso ganho diminuirá no momento do parto. Ganhar peso é muito diferente de enGORDar. Como é expresso na própria palavra, enGORDar é ganhar gordura, sendo o que menos ocorre em uma gestação bem monitorada.

E mesmo assim o tecido adiposo tem uma participação essencial no corpo da mulher durante a gestação. Parte dos hormônios femininos é metabolizada nas células de gordura, se elas são poucas, há uma desequilíbrio hormonal que afetará a saúde da mãe e do bebê.

Outro aspecto pouco comentado é que as mamas são compostas, principalmente, por glândulas e gordura. O hormônio estrogênio é derivado do colesterol e a magreza excessiva causará a diminuição das mamas pois o baixo percentual de gordura acarretará em níveis reduzidos de colesterol, a ponto de inibir as glândulas mamárias. É importante saber que para que os seios cresçam e mantenham seu tamanho e função, eles precisam ser continuamente estimulados pelos hormônios femininos e sem esse estímulo, o tecido mamário ficará atrofiado.

Faça o pré-natal, procure um nutricionista especializado em nutrição materno-infantil e relaxe, curta este momento!

0

Rafael Marques
Nutricionista, coord. da Pós-graduação em Comportamento Alimentar do IPGS, mestre em epidemiologia e pesquisador do Hospital do Coração de São Paulo. Instagram @comportamentoalimentar